2 VIA IPVA 2018 – EMISSÃO

Emissão 2 Via IPVA 2018

O IPVA (imposto sobre a propriedade de veículos automotores) é uma taxa que os motoristas pagam sobre os seus automóveis. Trata-se de um imposto estadual, ou seja, somente os estados e o Distrito Federal possuem o direito de impor essa taxa sobre os seus motoristas, não permitindo que o IPVA seja arrecado pelo Governo Federal.

2-via-ipva

O IPVA é cobrado apenas para automóveis que circulam em solo terrestre, logo, não incluindo barcos ou semelhantes. É destinado ao uso fiscal e o seu pagamento deve ser feito anualmente.

Estima-se que o Brasil arrecada por ano, cerca de 20 bilhões de reais em relação ao IPVA.

ORIGEM DO IPVA

O IPVA foi iniciado em 1969 para substituir a TRU (Taxa Rodoviária Única) e no inicio de sua criação houve muitas polêmicas em relação ao seu objetivo.

Foi fixada como emenda constitucional 27 em 1986, repassando a liderança do arrecadamento dessa taxa aos estados e municípios, sendo que cada estado possui uma forma diferente de cobrar o IPVA de seus respectivos motoristas.

OBJETIVO DO IPVA

O objetivo do IPVA, ao contrário do que muitas pessoas pensam, não é arrecadar dinheiro para ser exclusivamente destinada á manutenção das rodovias e sim, arrecadar dinheiro para ser repassado aos governos estaduais e uma parcela do dinheiro arrecadada (20%) é destinada á FUNDEB (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação).

A Receita do imposto é destinada, pelo Estado, á diversos fins que beneficiem a sociedade como saúde e educação, anteriormente já citada.

FORMAS DE PAGAMENTO IPVA 2018

O IPVA é cobrado todo primeiro mês do ano (janeiro) e o seu pagamento podem ser feito das seguintes formas: pode ser realizado em parcelas ou pago á vista.

Ao realizar o pagamento em parcelas, o cidadão tem o direito de pagar em três vezes iguais o seu IPVA.

Em caso de pagamento á vista, o cidadão pode receber um desconto no valor final da sua taxa.

Se o IPVA do motorista vencer, ele ainda poderá pagar em parcelas, mas o valor do seu IPVA é acrescentado por juros (cerca de 0,33% a cada dia que não é pago após a data estipulada).

O boleto do IPVA, geralmente é encaminhado até a casa/endereço do motorista. Em casos de não recebimento do boleto, o proprietário do veiculo deve se dirigir á alguma agência bancaria oficializada com o Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo ou se preferir á uma lotérica.

ipva-2-via

EMISSÃO DA 2º VIA DO IPVA 2018

Como o IPVA é um imposto estadual, é necessário a emissão da 2º via do documento.

Para retirar esta 2 via do IPVA, o motorista deve acessar o site da Fazenda de seu respectivo Estado e disponibilizar o número do seu REVANAM (Registro Nacional de Veículos Automotores), ano de exercício, emissão e o tipo de consulta.

Feito isso, o proprietário do automóvel poderá imprimir o boleto de seu IPVA e realizar o pagamento.

CONTATO DETRAN PARA DÚVIDAS

Se o motorista estiver com dúvidas em relação ao pagamento do seu IPVA 2018, o cidadão pode acessar o site da fazenda de seu estado http://www.fazenda.pr.gov.br – no caso do estado do Paraná) ou ligar no telefone 3200-5009 ou 0800 41 1528. A ligação é gratuita.

Leia Mais

IPVA 2018 Consulta

Consultar IPVA 2018

O IPVA, ou Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores, é um imposto estadual cobrado anualmente, cuja taxa pode variar de acordo com o Estado, de 1% a 6%, de acordo com o valor do veículo.

ipva

Esse imposto atinge principalmente os donos de carros e motos, mas também a todos que possuem algum tipo de veículo automotores, como aeronaves, motocicleta, embarcações entre outros.

O IPVA 2018 tem 50% de seu valor enviado para o município a onde o veículo foi licenciado, e a outra metade é destinada aos cofres públicos para ser aplicado em outras coisas, como saúde e educação.

Consultando o IPVA 2018

Por variar de Estado para Estado, fazendo que sua taxa também varie, pode causar muita confusão em alguns que vão pagar pela primeira vez ou não tem familiaridade.

Uma dica é: se seu veículo por de Bahia, Minas Gerais, Rio Grande do Sul ou São Paulo, você pode usar o código Renavam para quitá-los. Caso você for do Rio de Janeiro, basta gerar o boleto para pagamento de tributos e taxas.

Mas o que é Renavam?

O Renavam não é um documento, como muitos podem pensar, ele é um número.

Cada veículo possui um número único, ele ganha esse número assim quando é registrado pela primeira vez no Estado que o proprietário mora.

De forma simples, se você comprar um carro zero, ele vai ter um novo Renavam quando for registrado, se comprar um carro usado, ele já tem um e você deve utilizar esse. Em outras palavras, ele é o RG do seu veículo, que o acompanhará do dia de sua fabricação até o dia que for descarte.

O número de seu Renavam é impresso em seu CRLV, Certificado de Licenciamento do Veículo.

Atenção: Esse licenciamento é um documento muito importante que deve ser renovado anualmente, seu valor pode variar de Estado, sendo entre R$ 50,00 a R$ 100,00. Caso você não tenha esse Licenciamento, seu veículo poderá ser apreendido.

Consultando o Renavam

Para consultar seu Renavam, ou qualquer outro documento ligado ao seu veículo, basta você acessar o site do Detran, este vai disponibilizar informações como Multas, débitos do veículo, o licenciamento e o IPVA.

ipva-tabela

Lembrando que não são todos os Estados que os sites do Detran disponibiliza essas consultas, alguns permitem que você apenas consulte as mulas e débitos do veículo, por exemplo.

Então para não causar confusão preste atenção nas orientações dadas pelo Detran de seu Estado, ou procure informações nos Correios, isso se no site não estiver.

Mas e se o Renavam não possuir GRD nos bancos?

Bom, às vezes podem ocorrer problemas desse tipo, se você tiver problemas em cadastrar seu veículo de forma que impeça o calculo automático do imposto, busque telefonar para a Central de Atendimento do Detran de seu Estado, com calma informe seu problema e eles vão te explicar o que fazer.

ipva-consulta

Calendário IPVA 2018

Esse é outro que vária de Estados, então procure ficar de olho no jornal de sua região ou nas informações disponíveis do Detran.

Mas tente não atrasar seu pagamento, não apenas pela taxa que será cobrada, mas também para não acabar perdendo a data e isso se tornar um habito.

É claro que dividas anteriores podem ser pagas separadamente, mas não é bom quando pagamos muita coisa de uma vez, sendo que poderíamos ter feito antes.

Leia Mais